Poder Judiciário de Santa Catarina


 
  • Siga o TJSC
 

Acusado de homicídio com requintes de crueldade vai a júri em Palhoça

    05/06/2013 07:38 Listar notícias Consultar notícias Enviar esta notícia por e-mail Visualizar a notícia anterior Visualizar a próxima notícia

   A juíza Carolina Ranzolin Nerbass Fretta, titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Palhoça, admitiu a pronúncia requerida pelo representante do Ministério Público e determinou que um homem acusado de homicídio seja julgado perante o Tribunal do Júri. A magistrada negou o pedido da defesa para que ele aguardasse o julgamento em liberdade. A sessão já está designada para esta quinta-feira (6/6), com início às 9 horas, no Salão do Júri daquela unidade jurisdicional.

   Na denúncia, o Ministério Público sustenta  que há comprovação da materialidade e indícios de autoria do crime de homicídio imputado ao réu, bem como incidência das qualificadoras de motivo fútil, diante de seu ciúme desmedido, e de meio cruel.

   O rapaz é acusado do homicídio de sua namorada, ocorrido na noite do dia 3 de agosto de 2012. Segundo testemunhas, o casal mantinha um relacionamento amoroso bastante tumultuado há pelo menos quatro anos, com idas e vindas constantes em decorrência do ciúme excessivo que ele tinha da companheira e por ser agressivo com ela, com vários episódios de agressões verbais, físicas e ameaças de morte feitas contra a mulher e familiares desta. A vítima morreu em virtude de marteladas que lhe atingiram a cabeça, o que ocasionou traumatismo cranioencefálico. Ela sofreu, também, diversas outras lesões - havia indícios de esganadura, lesões no rosto e escoriações no corpo.

   Para a juíza, não há como aplicar ao acusado o disposto na Lei de Drogas como pretendia sua defesa, quer porque não há comprovação nos autos de sua inimputabilidade ou semi-imputabilidade, quer porque, ao se dizer usuário de drogas e confessar que praticou o crime, deixou bastante clara a consciência de seus atos e o fato de que poderia ter agido de forma diversa (Autos n. 045.12.010792-3).



Esta notícia foi acessada 1345 vezes.     


     Responsável: Ângelo Medeiros - Reg.Prof.: SC00445(JP)
     Textos: Angelo Medeiros, Maria Fernanda Martins, Daniela Pacheco Costa, Sandra de Araujo e Americo Wisbeck.




Copyright © 2008 Poder Judiciário de Santa Catarina. Todos os direitos reservados.

 
Canada Goose madrid,Nike Free Run 5.0 dam stockholm,GHD espa?a online,Oakley madrid,FitFlop stockholm,Nike Free Run,hollister donna,Nike Air Max 90 Femme pas cher,Nike Free Run 3,Beats By Dre stockholm,Louis Vuitton v?skor stockholm,Hollister barcelona,Nike Air max dam,glas?gon Oakley